quinta-feira, 27 de julho de 2017

Regressada de férias

Eis que me deparo com umas sardinheiras desnutridas, uma verdadeira miséria, parece-me bem que estão completamente condenadas. Suponho que deva ter sido derivado de me ter esquecido de juntar umas rodelinhas de banana e frutos secos. É que só pode.



50 comentários:

  1. Com o "plus" de ser glutem free.

    #teammaizena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh! Será que a minha sardinheira precisa do glúten? Às tantas...

      Eliminar
    2. Água, só água e luz. As danadas são umas sobreviventes. E veja se têm lagartas, coisa que Raid Casa e Plantas resolve. Sem parceria :)

      Eliminar
    3. Lagartas acho que não têm. Anda é por aqui um gafanhoto que me dá cabo da folhagem toda, tenho de o apanhar.

      Eliminar
  2. A minha questão é como é que ela ainda não deu maizena ao rato fugitivo. Aposto que resolvia a questão, só não rendia tanto post

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A chicco paga mais... (ou terá sido coincidência a marca do brinquedo ser um dos patrocínios dela?...)

      Eliminar
    2. O rato em cima do carro estrategicamente colocado no meio do corredor afasta qualquer suspeita de encenação só para a fotografia (só que não!). É mais que evidente que o rato, por sua livre iniciativa, subiu para o carrinho e ficou ali em pose à espera de ser fotografado.

      Eliminar
    3. Vós sois umas más línguas, é o que é. O carro não é da chicco...

      Eliminar
  3. É ridículo, cada vez menos leio blogs, de repente todas dão Maisena às criancinhas! Por favor, menos, acham que é tudo burro!

    ResponderEliminar
  4. Aqui acontece o mesmo :D prazo de validade mais que ultrapassado :DD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os prazos de validade, aqui, quem os define sou eu.

      Eliminar
    2. (Acontece-me sempre isto com a porra da maizena, uso um bocadinho e depois o pacote descansa na prateleira durante anos. Até o deitar fora, comprar outro e recomeçar a coisa...)

      Eliminar
    3. Sim, mais picante. Sei do que fala quanto aos prazos de validade. Mas dizia eu que me acontece o mesmo com a caixa da maizena. Lá vem uma receita qualquer em que se usam umas colheres e depois nunca mais lhe toco.

      Eliminar
    4. Aqui em casa acontece o mm :) um desperdício a maizena

      Eliminar
    5. Não uso aquilo há mais de quatro anos.. caramba!
      Ahahahahahah

      Eliminar
    6. Isto é que é publicidade a sério ;)
      http://araparigadoblogaolado.blogspot.pt/2017/03/bolo-de-aniversario-maizena-sem-gluten.html

      Eliminar
    7. E é mesmo. Mas isto é sentido, não é escrito a pedido.

      Eliminar
  5. Não, não. Foi culpa da manteiga becel com óleo de noz.
    Como podeis esquecer-vos de tal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sacrilégio! Então era isso?
      A minha pobre cabeça... nunca serei uma blogger de sucesso!

      Eliminar
  6. Juro que estas PB só me fazem ter a vontade contrária: Não comprar o produto.
    Bailarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falei há pouco tempo com uma marketeer, dizem elas que não controlam os conteúdos editoriais, que há que dar espaço ao artista...

      Eliminar
    2. Mas todas as bloggers a darem maizena ao mesmo tempo às suas riquezas? Brinquedos, vestuário, produtos de higiene, ainda passa...ou o lançamento de um novo produto, como a Becel. Agora algo que está no mercado há tantos anos e cuja principal utilização não passa por preparar papas infantis...

      Eliminar
    3. Concordo em absoluto que se dê espaço ao artista. Só acho ridículo e nada convincente que toda a blogosfera, na mesma semana, tenha começado a comer papa maisena. É quase tão mau como quando aconteceu o mesmo com pastilhas, para a máquina de lavar loiça, fiquei tão convencida da limpeza das mesmas, que estive para comprar as pastilhas e lavar-me com elas! Isso e barrar o pão com maisena, ou fazer papas com becel. Fico confusa, chego a um ponto que fico confusa.
      Bailarina

      Eliminar
    4. Se elas soubessem como a maizena ajuda no rabinho assado dos bebés...ninguém queria comer aquilo :P

      Eliminar
    5. Também já tive essa conversa a mim foi dito, "top of mind"
      não gostam de maizena porque todas falaram, mas ficou no topo da nossa mente. Bem ou mal a marca é falada. Se alguém perguntar por farinhas muita gente vai dizer essa marcqa

      Eliminar
    6. Ana, as pessoas que leem blogs são uma muito ínfima parte do target. E daqui a duas semanas já ninguém se lembra.
      Eu acredito piamente que as marcas, ao anuirem com esta publicidade encapotada, têm mais danos que ganhos. Mas é só a minha opinião.

      Eliminar
    7. Picante, não sei. Algumas coisas acredito que o retorno é pouco. Outras não sei, as pessoas adoram acumular e acreditam que as coisas são milagrosas.
      Falo também pelo sitio onde estou, quando uma blogger promove alguma coisa (com promoção associada a um código que cada uma tem) "Algumas vendem" bastante... outras não (e até falo de bloggers mais pequenas).

      Eliminar
    8. Ha mega falhancos nos targets, mas a culpa nao e das bloggers, e das marcas. Tudo o que seja roupa top (para criancas e adultos), ideias de decoracao esta no target e e de facil integracao em termos de conteudo. Cosmeticos ja comeca a ser mais dificil, normalmente, quando gostamos de um crème, de um gel de banho, etc. continuamos sempre a comprar o mesmo... se as bloggers ficam agarradas a dizer que o Ambre Solaire e a ultima Coca-Cola no deserto, podera nao haver uma proxima marca de protectores a pagar ou entao a credibilidade vai por agua abaixo.
      Na empresa onde eu trabalho e que faz publicidade em blogs (ou parcerias, como elas gostam de dizer), ha regras ate para a liberdade criativa (nao podem dizer que o produto faz x se so faz y, por exemplo) e e obrigatorio indicarem claramente que se trata de conteudo patrocinado.

      Eliminar
  7. Não, dona Picante. Na verdade, foi mesmo falta de protector solar Garnier Ambre Solaire ;)
    Too much sun!

    ResponderEliminar
  8. E o curso na flag como está a correr?

    ResponderEliminar
  9. E os gelados sem glúten?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conte-me tudo!! Adoro as pessoas que acham que são intolerante ao glúten, com diagnóstico confirmado pelo alinhamento dos planetas

      Eliminar
    2. Devem ser maravilhosos. Inventam com cada uma.

      Eliminar
    3. nota, os gelados à partida não têm glúten (não vamos falar dos que têm bolacha adicionada). Claro que pode existir contaminação, porque usualmente onde preparam o gelado preparam outros produtos, mas daí a existirem gelados sem glúten, é só mesmo para inglês ver, inflacionarem o preço e etc etc etc. Existem marketeers fabulosos! Claro que só são fabulosos porque há gente que tem merda no lugar de cérebro, mas não deixam de ser geniais (os marketeers, não as pessoas)

      Eliminar
  10. Anómino das 17:35 mas no YouTube vê-se muitas marcas concorrentes a enviar produtos semelhantes de maquilharem. Em geral elas adoram todas as marcas e usam todas. Também se nota que as marcas estão em contaste "festas" ora loja nova, ora produto novo. E lá vão elas promover. O que as faz agarrar ainda mais ultimaste são os produtos personalizados (outra guerra entre marcas).
    Algum retorno as marcas devem estar a ter ou tem uns bugets grandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para uma marca, o que se da às bloggers quase não conta. São peanurs, já dizia o outro.

      Eliminar
    2. Ha bloggers que cobram pelos posts (alem de receberam produto), como a Pipoca (a nos pediu-nos 2.500 por um post) e ha muitas - provavelmente essas do You Tube - que apenas recebem produto. Mandar produto e peanurs (com a devida venia ao mister), agora pagar, por irrisorio que parece para uma multinacional, requer que haja "return on investment", se nao, nenhuma empresa como deve ser continua a investir.

      Eliminar
    3. Que ética profissional, vir para aqui dizer quanto é que a Pipoca pediu por um post.

      Eliminar
    4. Oh por favor, já li isso mesmo em revistas. Há que séculos que toda a gente sabe que a Mais Doce leva à roda de 2000€ por post.

      Eliminar
    5. Essa da etica professional quando se esta a falar de bloggers e publicidade e para rir, naoe ?

      Eliminar
    6. Picante, independentemente de toda a gente saber ou não, qual e relevância dela para aqui? O que é que interessa? E queira ou não trata-se de ética, não é por a maioria fazer que se deve ir atrás, acho que não estamos a falar de crianças.
      Anónimo, portanto como as bloggers não têm ética nenhuma, isso legitima que mais ninguém tenha??? Vocês medem-se todos por baixo, está visto.

      Eliminar
    7. Por acaso até veio no seguimento da conversa.
      Por outro lado, quando disse que li isto algures numa revista (não me lembro de todo onde, foi já há uns três ou quatro anos), referia-me a uma entrevista feita a várias bloggers. Houve pelo menos uma que falou de valores, quer por post, quer pela colocação de publicidade.
      Não vejo qual é o problema de se falar disto, não é segredo nenhum, acho tão falta de ética quanto saber-se o ordenado de alguém ou o cachet de um actor.

      Eliminar
    8. Acho que a "discussão" até estava a ser saudável. E também me lembro dessa entrevista, onde se fala de valores.

      Quando disse que as marcas enviam produtos, vejo que enviam a imensa gente e quando personalizam acredito que os custos disparam.
      E quando fazem as promoções e as festas com comida e uma data de presente, acredito que também gastem bastante.
      a minha questão passa por quantas bases uma pessoa precisará? :)

      Eliminar
  11. E esta mania de porem canela em tudo? Irra, que não há pachorra. Comam lá a vossa adorada maizena às pazadas, mas deixem a canela em paz, que não tem culpa nenhuma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu desde pequena que como
      Maizena com canela. Parece arroz doce, nham! Já colocarem morangos e quivis é que acho estranho.

      Eliminar
    2. Eu como aletria com canela. E pastéis de nata!

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.