segunda-feira, 16 de março de 2015

O Estranho caso da chave saltitona


João agarra na colher e aproxima-se de Maria. Com uma voz firme e decidida diz-lhe que se ponha a jeito. Maria hesita... cora e morde o lábio, mas lembra-se da sua Deusa interior e acaba por se virar. João castiga-a, dando-lhe firmes palmadas, com a colher, no traseiro. Mas eis que o gato Azzia acorda, desata a miar e a correr pela sala arranhando os sofas em veludo cotelê. "Cabrão do gato, sempre com mau feitio", resmunga o João, enquanto põe de lado a colher e levanta Maria.
De repente, João tem uma ideia. Lembrando-se que tem um camping gás, arrumado no psiché da sala, vai ao mini-bar onde, nem de propósito, Maria guardava sempre um ou dois bifes, uns ovos e umas coisinhas básicas, tira a frigideira que arrumava entre o Livro do Desassossego e A Feira dos Assombrados e outras histórias verdadeiras e inverosímeis e  põe-se a cozinhar. Maria aproxima-se dele, embevecida, esfregando o traseiro dorido e perguntando alto como é que não se tinham lembrado mais cedo de se alimentar? João revira os olhos, responde que é mesmo para isso mesmo que os homens servem e dá os últimos retoques na francesinha. Maria come a francesinha com avidez, já não trincava um naco de carne vai para três quinze dias. As coisas são como são e as francesinhas fazem sempre efeito, a barriga de Maria começa a fazer uns barulhos estranhos, em menos de dois minutos larga uns sonoros puns, reveladores da verdadeira intimidade e amor que une o casal. Nisto, não se consegue aguentar mais e corre até ao jarrão, oferecido pela tia Amelinha. À falta de retrete... foi mesmo ali. O João olhava estupefacto, enquanto a chave marota saía de esguicho para o jarrão, pulava dali para fora, qual verdadeira bola saltitona, e seguia disparada em direcção à janela, onde pousou, periclitante, no ferro que prendia a corda da roupa.
(continua aqui)
Post feito em parceria

35 comentários:

  1. O que é uma "deusa interior", pá?
    E já agora explica lá como é que raios foi a chave do olho para o...tutu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as mulheres têm uma Deusa interior. Como é que tu não sabes isso?

      Eliminar
    2. (e não há nenhuma bailarina na história, que é lá isso de tutu?)

      Eliminar
    3. A Filipa não anda a ler os livros certos, nem a ver os filmes certos!

      Eliminar
    4. Vê-se logo que não leu as 50 sombras do jeitoso do Grey.

      Eliminar
  2. Picante, adoro estas parcerias.
    Gosto muito do vosso sentido de humor.
    Aguardo a continuação.
    (Vocês, minhas queridas têm uma imaginação fértil).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante16 de março de 2015 às 14:34

      Será imaginação? Será?...

      Eliminar
  3. Pipocante Irrelevante Delirante16 de março de 2015 às 14:22

    Já estou a ver a Dakota Fanning e o Paulo Pires no ecrã...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh sim! Sim! Vai ser a nossa consagração. Final e merecidamente!

      Eliminar
  4. Ahhh afinal o merdelim era depositado no jarrão.
    Assim está bem. Escuso de enviar a convocatória.

    ResponderEliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante16 de março de 2015 às 14:35

    Falta aí o "baseado em factos reais"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como assim? "baseado em factos reais"? Acha, por acaso, que uma coisa destas poderia acontecer na vida cá fora? Espancamentos com colheres de sopa? Chaves saltitantes? Sério?

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante16 de março de 2015 às 15:16

      Não, não... claro que não.. colheres de sopa... ora essa.

      (agora, espátulas...)

      Eliminar
  6. Acabei de aterrar neste blogue e já fiquei presa a uma história, que em poucas linhas, juntou uma francesinha capaz de provocar um géiser de cocó, uma chave “saltitante” e um João e uma Maria capazes de fazer corar a assistência do 50 sombras … isto promete! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só agora Nina? Este blog já existe vai para mais de 300 anos. Mínimo.
      ;)

      Eliminar
    2. Só lenta ... muito lenta! Tens que dar um desconto Uva e deixar passar ... ;)

      Eliminar
    3. Quarenta anos de blogs e ainda há quem não me conheça...
      (Seja bem-vinda)

      Eliminar
  7. O que eu me ri com isto, cara mais picante. Há histórias que me deixam a reaquacionar o significado de "inverossímil" (não esta história, que é clara e assumidamidamente um labor de ficção). Tenho é pena que as francesinhas em mim nunca tenham esse efeito, optando as calorias das ditas por ficarem alojadas nas coxas e ancas. Má genética, suponho. Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como inverosímil? Daqui a pouco está a dizer que eu também não abalroei a torre de Belém, o bom Jesus, o redentor...
      Como é possível? Como?

      Eliminar
  8. :)))))
    espero que um passarinho leve no bico a chave do coração da sua passarinha.

    ResponderEliminar
  9. Mas ainda há alminhas que acreditam naquilo?! O mundo está perdido...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como assim? Não me diga que a nossa historia lhe parece irreal?

      Eliminar
    2. Não, Pipoca. a vossa não me parece irreal. A que me parece irreal é a outra ;) ou serão apenas coisas da minha cabeça?! Vai na volta e é mais isso.

      Eliminar
  10. A minha alma fica parva com certas coisas que lê... e não foi com o teu post...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, S com asterisco... é que nem consigo imaginar porquê...

      Eliminar
    2. Mentes férteis, é o que é.

      Eliminar
  11. Quiescente, isto dá erro, quando tento responder-lhe em baixo do seu comentário. Queria eu dizer que a chave ainda é capaz de dar mais duas ou três voltas.

    ResponderEliminar
  12. Picante, picante. Liberta a voyeur que há em ti.Sinceramente não sei como é que aquela personagem publica este tipo de coisas, mas quem já escreveu um texto a acusar coisas que somente vinham do seu delírio narcisista e egocêntrico não me surpreende nada mesmo.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.